Sinstal

O sistema de Telecomunicações no Brasil – Telebrás – , foi privatizado na década de 90, mudando totalmente o cenário do movimento sindical do setor.

 

Foi nessa época que um crescente numero de empresas terceirizadas iniciaram as mais variadas atividades que envolveram este segmento.

 

A fundação do SINSTAL deu-se diante da precariedade em que se desenvolviam os trabalhos dessas empresas e a ausência de entidades sindicais patronais que representassem os seus interesses, suportando as enormes responsabilidades que o serviço especializado requer.

 

O Sinstal nasceu em 1997, com base nacional e por iniciativa de algumas empresas do Estado de São Paulo e do Distrito Federal, sendo a primeira entidade sindical patronal que passaria a cuidar dos interesses coletivos de toda a categoria.

 

Com o pedido de registro junto ao Ministério do Trabalho e Emprego, o Sinstal sofreu varias impugnações de outras entidades genéricas que até então se diziam ser representantes.

 

Diante disso, travou uma luta judicial para afastar todas as entidades que indevidamente desejavam permanecer no papel principal dessa representação.

 

Ao longo de todos esses anos o Sinstal foi consolidando sua legitimidade por meio de grandes vitórias em todas as esferas da Justiça, culminando no ano de 2004 com o Trânsito em Julgado em decisão que o reconheceu como legítimo representante da categoria de Telecomunicações em geral e TV por Assinatura em todas as suas modalidades e por ser uma entidade especifica.

 

Esse mesmo grupo de empresas, visando ampliar o movimento e diante da carência de entidade de segundo grau, participou do um movimento conjunto com as operadoras no sentido de ser criada a primeira Federação Brasileira de Telecomunicações do país, sendo membro fundador da FEBRATEL.

 

No decorrer de todos esses fatos, o Sinstal vem desenvolvendo um trabalho de esclarecimento e convencimento junto aos seus representados, para que toda a categoria esteja unidade em torno de uma entidade com identidade própria do setor, até porque todas as Convenções Coletivas de Trabalho e outros instrumentos regulatórios, de interesse das empresas, vêm sendo firmados com as entidades profissionais correspondentes e encontra-se disponibilizados em nosso Site.

 

Sendo assim, resta-nos dar um alerta para empresários que ainda não tomaram conhecimento de todo o histórico do seu setor econômico, para que possa fazê-lo com a ajuda e orientação do Sinstal, que coloca à disposição instrumentos jurídicos e serviços de grande utilidade para as empresas.

Os comentários estão encerrados.